Kendo no Cinema

Um fenômeno curioso é a representação artística das artes marciais quando transportadas para mídias de massa, em especial cinema e televisão, e lá a postura e acontecimentos quase nunca refletem as condições reais de uma situação de defesa pessoal.

A tendência de tentar impressionar o espectador com técnicas mirabolantes, fulgurantes e acrobáticas fogem completamente da linguagem da maioria das modalidades de luta, sendo repertório constante, em especial, nos filmes feitos nos EUA, China e Índia.

Certamente que existem exceções que pretendem apresentar parâmetros mais realistas das artes marciais, contudo, percebo que se tratam de produções alternativas ou independentes que priorizam os aspectos do roteiro ao invés de cenas de luta inviavelmente plásticas.

É importante considerar que esta matéria não é uma crítica aos formatos exagerados de luta nos cinemas, pois muito da ‘magia’ das artes marciais acaba por se propagar a partir destes filmes. Entretanto, passam uma mensagem imprecisa do que significa lutar de verdade, e ainda mais pela impressão absurdamente fantasiosa de que é fácil nocautear diversas pessoas e sair ileso.

O Kendo em especial sofre desse mal, principalmente se tiver seus movimentos comparado à cinesséries como Star Wars ou filmes chineses, onde protagonistas saltitantes giram suas espadas furiosamente, criando uma dança espetacular a base da troca de golpes que na verdade destruiria qualquer espada real, além do gasto de energia desnecessário. Pela linguagem do combate em Kendo, a luta duraria no máximo 2 ou 3 trocas de golpes até que um dos combatentes caísse morto. Para as grandes telas, não haveria qualquer emoção ou expectativa em um cenário dessa objetividade.

Por isso, apresento aqui alguns trechos de filmes que mostram como o Kendo é representado, talvez pela falta de consultoria especializada, ou apenas devido ao apelo visual forte que as indumentárias promovem, muitas vezes sem qualquer compromisso com a realidade. Em outros exemplos, é visto de forma mais fiel, ainda que apenas com rápidas passagens.

No filme The Wolverine (2013), o famoso ator japonês Hiroyuki Sanada interpreta Shinguen, filho do velho Yashida, (salvo pelo protagonista durante a 2ª Guerra), e ao convidá-lo para uma visita décadas depois, Wolverine se depara com esta cena:

Mau exemplo :(

No filme 007 e o Foguete da Morte (The Moonraker, 1979), o impagável agente britânico é atacado por um kenshi furioso:

Mau exemplo :(

Em Black Rain (1987), Michael Douglas é um policial dos EUA que precisa trabalhar em cooperação com um detetive japonês (Ken Takakura), que é versado em Kendo. Pelo menos neste filme, a arte da espada é retratada de forma mais decente que o usual.

Bom exemplo :)

No filme Hannibal, uma tentativa de prequel de O Silêncio dos Inocentes, o jovem canibal Hannibal Lecter é criado por uma tia japonesa que é descendente de família de samurai, e o treina nas ‘artes da espada’:

Mau exemplo  :(

Nem mesmo Chuck Norris em The Octagon escapa de iniciativas da espada, mas com um adversário que aparentemente ‘luta’ Iaido e afins:

Mau exemplo :(

O seriado Arrow conta a história de Oliver Queen, o Arqueiro Verde da DC Comics. Nele, sua irmã é treinada pelo pai, membro da Liga dos Assassinos de Ra´s Al Ghul:

Mau exemplo :(

Fighter in the Wind, a suposta cinebiografia do polêmico lutador de Karate Masutatsu Oyama (na verdade, nascido Choi Yeung-Eui, na Coreia), apresenta uma cena muito interessante da luta de um karateka contra um kenshi.

Bom exemplo :)

O filme The Hunted, com Christopher Lambert no papel de um executivo dos EUA que sobreviveu a um atentado perpetrado por ninjas, apresenta uma cena muito rápida e interessante de uma aula de Kendo, onde conhece seu protetor, o descendente de samurai  Takeda (Yoshio Harada) que luta contra diversos adversários simultaneamente. Também tem uma aparição de Toshishiro Obata (do Shinkendo), quase um tradicional figurante oriental deste tipo de filme.

A cena de Kendo é interessante, o resto é meio chambara :(

O célebre filme Ken, baseado em uma obra do polêmico Yukio Mishima, mostra a competitividade de um talentoso universitário em seu dojo de Kendo.

O destaque vai para 4º dan, curta independente que tem como cenário um exame de graduação que representa mais do que um mero teste.

Honra ao mérito! :)

Demais mídias:

Em 2013 um interessante e muito bem produzido comercial da Coca-Cola na Tailândia mostra uma luta imaginária entre um kenshi e um lutador de muay thai:

Videoclipes primam pela estética, e no caso do Kendo, nunca em conteúdo.

Too Close de Alex Clare:

De la Vega, uma banda belga:

E até Jenifer Lopez e Byoncé!

Diversos: Crayon Shin-chan, comercial Pepsi, filmes obscuros, Carga Explosiva 2 (Transporter 2), animes obscuros:

Comercial da cerveja Budweiser Light:

Nike e o futebol:

Chá? Isotônico?

Nintendo Wii:

PokerStars:

Comercial que mistura Kendo e Iaido:

Horrível cena de Carga Explosiva 2:

Sugiram e coloquem mais vídeos nos comentários que eu atualizarei a matéria!

Sei que existem muitos filmes com lutas com katana, mas a ideia seria mostrar gente de bogu, tudo bem?

_____________

…..O que achou da matéria? Sua opinião é importante para o crescimento deste trabalho. Caso tenha dúvidas ou queira conversar sobre o assunto, envie um e-mail para blog.espiritomarcial@gmail.com ou deixe seu comentário!

16 comentários sobre “Kendo no Cinema

  1. No clipe do De La Vega ambos os kendokas que aparecem são campeões feminino e masculino belgas do respectivo ano que o video clipe foi lançado outra curiosidade é que eles são casados ^.^

    Outro bom exemplo:

    Nesta cena inicialmente iria lutar kung fu mas o ator (Louis Ozawa Changchien) é 6ºdan em Kendo insistiu ao diretor que o deixa-se fazer a cena lutando “kendo” =DD

  2. No inicio de Highlander 3, Christopher Lambert aparece praticando kendo, de bogu. Ai o outro imortal chega no dojo e a luta não pode acontecer, pois trata-se de solo sagrado. #FãdeHighlander xD

  3. Em alguns dos episódios para televisão do desenho animado “Os Pinguins de Madagascar” os quatro pinguins protagonistas são vistos treinando com espadas de kendo.

  4. Esqueceu de mencionar a Série Lone Wolf and Cub que, apesar de ter movimentos exagerados e acrobáticos, conta com a técnica de Tomisaburo Wakayama em Kendo, Iaido e Bojutsu.

  5. James Bond:You Only Live Twice, con Sean Connery, hay una escena en la que él presencia un entrenamiento de kendo en un lugar donde se hospeda.

  6. Se quiser colocar anime/manga nesta lista tem o Bamboo Blade onde o tema do manga é o kendo. Apesar de ser um manga o mangaka parece ter pesquisado bastante já que é retratado aspectos filosóficos e técnicos do kendo, segundo o autor os nomes dos personagens também são baseados em kendokas reais como Ishida Toshiya, Miyazaki Masahiro, Eiga Naoki, Chiba Masashi. Para quem curte vale a pena ler o manga e assistir o anime.

    • Olá Célio,

      Sim, conheço a obra, parece que só teve uma temporada. Mas preferi fazer referências só a videos onde o Kendo aparece com pessoas reais, e podemos ver como é percebido pela mídia e afins.

      Obrigado pela visita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s