Nito-ryu

…..O Kendo, o Caminho da Espada japonesa, é originado nas técnicas de combate e filosofias do samurai. Em sua história, houve extrema complexidade na seleção e conversão de técnicas letais da katana para o combate adaptado com shinai e bogu como é conhecido hoje.

…..Dentro da mística de combate, o samurai era versado em diversas armas: arco e flecha, lança, naginata (alabarda) e até mesmo mosquetes, mas nenhuma delas exerce o fascínio da espada. Em sua formação, o Kendo aderiu ao conceito itto-ryu, ou seja, a Uma Espada, tanto em termos filosóficos quanto técnicos, denotando o uso de apenas uma das armas carregadas na cintura.

Daisho: katana e wakizashi.

Daisho: katana e wakizashi.

…..Porém, a espada curta, também chamada de kodachi ou wakizashi, exercia um papel de evidência simbólico tanto para status do samurai quanto para o seppuku, que não menosprezava sua utilidade prática como ferramenta. Literalmente chamada de “tachi pequena” ou “na lateral da cintura”, seu uso em combate juntamente da espada longa criava uma gama de possibilidades ofensivas e defensivas que eram estrategicamente desejáveis. Se o uso de apenas uma espada manuseada com ambas as mãos promovia grande força e velocidade, usar ambas juntas criava um cenário de luta complexo para o inimigo, que poderia ser atacado simultaneamente por flancos diferentes.

…..Em koryu Kenjutsu, existem diversas técnicas de uso das duas espadas. Um dos grandes expoentes foi Miyamoto Musashi, que apesar de não ser o inventor ou pioneiro, criou uma escola que ainda hoje é forte influenciadora nas técnicas e no pensar do nito-ryu em Kendo.

Apresentação do Hyoho Niten Ichi Ryu

..

…..No Japão, o uso do nito-ryu parece ser pouco estimulado e notam-se raros adeptos (em menor quantidade até mesmo aos que aderem ao jodan), sendo que só posso especular as razões disso. Nito-ryu também é Kendo autêntico, sendo parte integrante da arte marcial, porém como uma espécie de currículo “paralelo”. O Kendo é oficialmente treinado e ensinado através do estudo do itto-chuudan-no-kamae (uma espada, em postura mediana apontada para a garganta do adversário) e talvez por questões conservadoras ou pedagógicas, os Sensei preferem edificar fortemente este aspecto.  Outra evidência seria a ausência de competidores em nito-ryu no All Japan Kendo Championships, certamente o torneio de mais elevado nível técnico do mundo, onde pouquíssimos competidores ingressam com jodan-no-kamae, e nos últimos anos somente um utilizava nito-ryu, realizando uma campanha discreta mas recebeu menção em revistas especializadas pelo feito.

Nobuhiro Yamana, 6º dan

.

…..Existe uma organização não oficial chamada Musashikai que difunde e coordena eventos para interessados em nito-ryu no Japão e no mundo. Estudando o Niten Ichi Ryu, seus kata e sua lógica, buscam a aplicação coerente das técnicas e estratégias, sem ignorar o contexto técnico da All Japan Kendo Renmei, pois seus integrantes são altamente graduados em Kendo.

.

…..O treinamento em nito-ryu em tese não é diferente de itto, em princípios técnicos fundamentais. Movimentação de pés, por exemplo, é equivalente, sendo possível alternar a base, usando opcionalmente pé esquerdo ou direito à frente, o que pode influenciar a coordenação e agilidade do lutador. Apesar desses argumentos, treinar precocemente tanto nito-ryu quanto jodan não é algo muito recomendável, pois os ensinamentos de base que determinam a qualidade técnica do kenshi (que certamente vão influenciar no futuro) vem do estudo completo do chuudan.

…..Muito dos segredos do nito-ryu residem em dominar o uso simultâneo da shoto (espada menor) e do daito (espada maior). As condições que determinam o ippon são as mesmas para quem usa uma espada, portanto é necessário criar sinergia entre braço esquerdo e direito para realizar a movimentação de ataque correta. Então o primeiro requisito é o fortalecimento do braço que irá segurar o daito, realizando muitos golpes repetitivos como treinamento, fortalecendo principalmente o pulso.

…..É importante saber com que braço pretenderá treinar nito-ryu, pois seu estilo de luta sofre influência direta deste fato. Quando se segura o daito com o braço direito, é chamado sei-nito (algo como nito “correto”); caso use o esquerdo, gyaku-nito (“invertido”), o que muda a dinâmica de algumas técnicas.

Sei-nitoItokazu é um agressivo praticante do Nito-ryu, contra X

.

…..Os shinai usados em nito-ryu também precisam ser diferenciados. Existe tamanho e peso mínimos para o daito e comprimento máximo para o shoto. Costuma-se usar o nº 37 (114 cm, 440 gramas) como daito, e o shoto pode ter no máximo 62 cm e 295 gramas (categoria masculino adulto), muitas vezes sendo construído com sobras de shinai reaproveitados (mas também pode ser comprada em lojas).

Shinai para nito

.

…..Uma das peculiaridades do nito-ryu é o uso de shoto e daito em uníssono. Para que um golpe possa ser considerado válido, ambos precisam assumir um papel ativo e simultâneo, ou seja, o trabalho que resultou no ponto veio de uma ação específica do shoto em conjunto com o golpe certeiro do daito. A técnica mais representativa que pode ilustrar este fato é quando o shoto tira a espada adversária do caminho, criando uma brecha para que, quase que simultaneamente, o daito golpeie com tudo. Também é necessário mencionar que somente se considera ippon em golpes aplicados com o daito. Em tese, o shoto também pode marcar, mas dada a exigência dos árbitros (e em alguns casos, falta de familiaridade), é até perda de tempo tentar.

…..Durante muito tempo, dizia-se que era necessário buscar um Sensei especializado para ser corretamente orientado nas duas espadas. Mas como era difícil encontrar um, muitas pessoas iniciam estudos autodidatas e desenvolvem estilos particulares (OBS: embora a palavra “estilo” possa denotar maneiras muito livres de se lutar, envolve pouquíssima liberdade criativa de como fazê-lo. No máximo, englobaria formas pessoais de se posicionar ou segurar no shinai, ou movimentações muito discretas).  Um grande exemplo é Toda Tadao Sensei, 8º dan Hanshi, famoso no meio por iniciar seus estudos em nito-ryu após alcançar o 8º dan.

…..No geral, a maturidade do praticante que conhece profundamente as bases do chuudan faz com que “importe” analogamente todo o “raciocínio mecânico” para o nito-ryu. Conceitos como seme, tame, sae, maai, suki, zanshin devem ser adaptados e integrados igualmente; como se tratam de conceitos avançados, daí a necessidade de iniciar-se no nito-ryu após muitos anos de experiência.

…..Existem bons praticantes de nito-ryu pelo mundo, mas sempre se destacam aqueles que participam dos maiores eventos, adquirindo visibilidade entre os praticantes. Famosos e requisitados, são apontados como unanimidade dentro da modalidade. Veja alguns exemplos de praticantes, e seus respectivos estilos:

…..Toda Tadao é especialista em nito-ryu (gyaku-nito) e, sendo Hanshi, é referência unânime para muitos estudantes. É dito que seu daito é personalizado, pesando aproximadamente 600 gramas! Seus movimentos aliam técnica excepcional com força, impacto, sutileza e imponência. É preciso considerar que Toda Sensei já possui idade avançada, mas ainda marca presença em suas lutas demonstrativas:

.

…..Matthew Raymond é canadense e por muitos anos defendeu seu país no Campeonato Mundial, tendo inclusive enfrentado kenshi brasileiros. Possui um estilo forte e técnico, tanto que foi convidado por Ariga Sensei para criar um dvd didático que fala exclusivamente de nito-ryu (está a venda no site e-bogu). Luta em gyaku-nito:

.

…..Fumihide Itokazu foi membro da seleção dos EUA que venceu o Japão em 2006 e um dos praticantes mais conhecidos do mundo, inspirando muitas pessoas. Possui um estilo de luta extremamente agressivo e dinâmico. Curiosamente, podem ser encontrados na net vídeos em que luta tanto sei-nito quanto gyaku-nito (parece o preferido):

.

…..Hiroyuki Danno é um japonês que há algum tempo vem se tornando famoso na internet por criar um canal no youtube onde posta vídeos de seus treinamentos, estudando sua movimentação e técnica visando prestar exame para o 5º dan em nito-ryu, fato extremamente raro e de altíssima dificuldade no Japão. Tem uma coleção de quase 100 vídeos e muitas pessoas pelo mundo estudam a partir de suas experiências em sei-nito:

.

…..Brasileiro, Masayuki Nakajima representa a academia Kokushikan (Ibiúna – SP) e é provavelmente o mais experiente praticante de nito-ryu do Brasil em atividade. 4º dan, sempre está presente nos Campeonatos Brasileiros. Desenvolveu um estilo técnico e elegante em gyaku-nito:

.

…..Sidharta Rezende, 2º dan, talvez seja o nitoka brasileiro mais conhecido na internet. Autor do blog Wild Dragon Cross River, é um membro muito ativo da comunidade do Kendo brasileiro, atuando e marcando presença em eventos regionais e nacionais que participa e ajuda a organizar. Luta em sei-nito e posso dizer por experiências pessoais que é um adversário fortíssimo:

.

…..Treinar nito-ryu é parte da experiência do Kendo como um todo. Em alguns momentos, ajuda a perceber melhor a atuação do chuudan de um ponto de vista de fora, contribuindo para a percepção das oportunidades de ataque. Em outros, desenvolve um conceito de sinergia entre partes complementares que devem atuar como uma. Enfim, reflexões à parte, também é uma enorme satisfação em buscar mais conhecimento pessoal dentro do universo da espada japonesa. Se sentir parte integrante deste mundo, cultivar mais habilidades, percebendo que em uma mão você tem uma escolha, e em outra uma alternativa. E que no fundo, levam ao mesmo lugar.

_____________

…..O que achou da matéria? Sua opinião é importante para o crescimento deste trabalho. Caso tenha dúvidas ou queira conversar sobre o assunto, envie um e-mail para blog.espiritomarcial@gmail.com ou deixe seu comentário!

19 comentários sobre “Nito-ryu

  1. ****, excelente texto!! Muito obrigado pela citação em tão alta companhia, embora não merecida rsrsrs

    Gostaria de complementar citando dois kenshis que passaram para nanadan no Japão recentemente usando nito ryu:

    – Taichi Kisa (sei nito)
    – Sato Futoshi (gyaku nito, Musashi kai)

    Acredito que nito-ryu vá crescer muito nos próximos anos, e que haverá mais desenvolvimento nas minúcias técnicas e na arbitragem.

    Grande abraço e parabéns pelo texto!

    • Olá Sidhata,

      Obrigado pelas informações e pela ajuda no texto! E tenha certeza que sua de dedicação ao Kendo transparece perfeitamente na sua força, habilidade e postura. Espero que ainda possamos lutar novamente, mesmo que num godogeiko!

  2. Ótimo texto ****
    Um bom esclarecimento sobre Nito ryu
    Não conhecia o Hiroyuki Danno e não sabia que o Nakajima sensei era 4º dan xD

    Vou repassar esse texto pra galera do meu dojo xD

  3. Existe ainda um outro nitoka japones que participou de algumas edições recentes do AJKF acho que até 2010 ele ainda estava competindo acho que ele era médico o nome dele era Yamada ou Yamana algo assim o.0
    Tinha um Nito bem elegante

    • Olá Helton, o Yamana está citado no texto, inclusive o vídeo da AJKC do nitoka é ele! Ele também foi reportagem especial de uma revista especializada, Kendo Nippon ou Jidai. Ele também aparece naquele famoso vídeo em camera lenta que mostra como Teramoto venceu Takanabe na final do AJKC de 2007.

      Obrigado pela visita!

  4. Muito bom o texto, vale lembrar dos já falecidos senseis do Brasil que praticavam nito, Sakamoto sensei e Takahashi sensei

    • Olá Adilson Sensei,

      Não conhecia o fato de que tínhamos praticantes avançados de nito-ryu… infelizmente minha falta de contato com os Sensei mais velhos e experientes me faz perder muito dessa riqueza histórica do Kendo brasileiro. Mas muito obrigado pela informação e pela visita!

  5. Como sempre, muito bom **** san!

    Só gostaria de fazer um comentário. No início do texto dá a impressão de que você quer dizer que o Kendo “tradicional” abandonou a espada curta, que seria utilizada apenas pelos entusiastas do Nito Ryu. Mas vamos nos lembrar que 30% do Kendo Kata é dedicado a ela. Sei que você não esqueceu disso, mas acho que merecia uma mensão no texto. “…denotando o uso de apenas uma das armas carregadas na cintura.” – de cada vez. Uma das armas de cada vez, não apenas a daito sempre. Que acha?

    • Olá Mário,

      Muito obrigado pela observação! Bom, eu coloquei desta forma pois o Nito-ryu não possui um kata específico oficial, como o Kendo Kata, e focando diretamente no treinamento com bogu.

      Mas o Kodachi no Kata sem dúvida merecia uma menção, me desculpe pela falha! De fato foi uma falta de atenção… agradeço muito o toque!

  6. Olá, eu gostaria de saber se é possível lutar nito ryu com duas daito ou duas shoto ao invés de uma daito com uma shoto. Alguém poderia me responder essa pergunta? Eu sou novo nisso e não conheço bem as regras do nito ryu.

    • Olá “Anônimo”,

      Isso depende do que você está falando. Se for de Kendo, uma arte marcial legítima com princípios bem fundamentados na história e tradição dos samurai, a resposta é não. O nito-ryu é originário das técnicas das 2 espadas desembainhadas, a longa e a curta e pode ser estudado nas academias que seguem a Federação Internacional de Kendo (FIK) e a Zen Nihon Kendo Renmei (ZNKR), no Brasil representadas exclusivamente pela Confederação Brasileira de Kendo (CBK). No entanto, geralmente esse treinamento só é aceito por um Sensei quando o praticante tem bastante experiência (pelo menos a partir de 2º ou 3º dan).

      Não existe exatamente “regra” para o nito-ryu, mas uma aplicação de experiência de longa data, daí alguns entraves. Tem também muitos detalhes de como lutar, obviamente diferente da maneira tradicional com uma espada.

      Apenas tome certos cuidados, porque se conhecer alguma variante que treine da maneira como comentou, eu realmente duvido da autenticidade desse “estilo”, muitas vezes criados do nada por fanáticos bitolados em filmes e animes, e isso temos aos montes por aí.

      Não sou especialista mas conheço minimamente o assunto, sempre que quiser conversar, deixe um comentário ou escreva para: blog.espiritomarcial@gmail.com

      Obrigado pela visita!

  7. Olá,

    Esse tipo de coisa não existe, figurando apenas em desenhos, filmes ou ficção, passando bem longe da prática séria e verdadeira :)

    Obrigado por comentar! :)

  8. Olá.
    O post já é antigo, mas acho que vale a ressalva: conforme citado pelo ‘Sensei’ Yôsuke Kataoka (Kendô 7º Dan,Kyôshi), o uso do termo ‘Nitô-ryû’ (二刀流) no âmbito do Kendô, é incorreto, porque no Kendô não há ‘estilos’, escolas (‘ryûha’ 流派 ); ‘Nitô-ryû’ é a designação dos estilos de Kenjutsu (剣術) que ensinam o uso de duas espadas, sendo o mais famoso (mas não o único…) o estilo ‘ Nitô Itti’ de Miyamoto Musashi. Portanto, para o uso das duas espadas na competição de Kendô, é preferível dizer apenas ‘Nitô’ (二刀)!
    Vale também citar como referência em Nitô o saudoso Sensei Tadao Toda (8º Dan, Hanshi), falecido ano passado!
    Abraços!

    • Ah!… Só depois percebi que o texto já citava Toda Sensei!
      Abraços!

    • Olá André,

      Sim, são nuances que somente quem entende o idioma japonês consegue perceber, e veio a calhar para informar sobre o uso das duas espadas no Kendo. Obrigado pela contribuição!

      O Toda sensei está ali citado no texto sim, uma das últimas autoridades “máximas” do assunto. Agora o Fujii Sensei se tornou 8ª dan passando no exame em Nito se não me engano! Os nitokas não ficarão órfãos! :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s