Palavras do 8º dan Hanshi

…..Oitavo dan é atualmente a maior graduação possível para o praticante do Kendo (esta graduação também é utilizada em Iaido e Jodo, artes do desembanhar da espada e do bastão de madeira, respectivamente). Existe uma espécie de “titulação” para altas graduações, a partir do sexto dan: Renshi, a partir de sétimo dan: Kyoshi e a partir do oitavo dan: Hanshi. Admite-se que o 8º dan Hanshi é um praticante técnica e espiritualmente perfeito, onde seus conhecimentos e palavras são consideradas referências indiscutíveis.

…..O texto foi traduzido do japonês para o inglês por Alex Bennett. Tradução francesa por Agnes Lamon. Tradução do francês para o português pela administração do blog Espírito Marcial.
Kendo World agradece Okushima Sensei e a revista Kendo Jidai por ter lhes permitido traduzir e divulgar este artigo. Artigo original pode ser lido em Kendo World 4.3 – Dezembro de 2008.

Os três Ki.

…..Este é o primeiro de uma série de artigos onde são entrevistados mestres de 8º dan em Kendo, dando oportunidade a leitores ocidentais de conhecer aspectos mais profundos desta arte, diretamente de fontes impecáveis.

…..O primeiro entrevistado é Yoshio Okushima, nascido em 03 de janeiro de 1937. Graduou-se na Universidade de Hiroshima e alistou-se na da Polícia de Kyoto em 1955, onde treinou sob a orientação de Kazuichi Tanaka. Shihan (instrutor sênior) da Polícia de Kyoto, aposentou-se em 1996. Muito ativo, Okushima Sensei tem participado em todos os principais torneios nacionais, sendo membro da diretoria da All Japan Kendo Federation e da Federação de Kendo de Kyoto.

Okushima Sensei

.

No shiai do exame, o último e derradeiro golpe é determinante.

…..Estou firmemente convencido de que no Kendo o golpe é composto por três tipos de ki. O primeiro é o ki (基) de kihon (a base, fundamento), que diz respeito ao seu kamae, destreza e de movimentos como suburi. Isto inclui também seus objetivos e seu estado de espírito durante o treinamento do Kendo.

…..A segunda diz respeito às oportunidades de ataque (機). Não importa o quão forte seu kamae possa parecer, se você atacar de forma imprudente ou golpear quando não há de fato uma abertura, então nunca ganhará o ippon.

…..O terceiro ki (気) é como você se conecta e usa sua energia. Isto não é simplesmente um fenômeno sonoro de vocalizações fortes (kiai, o grito), mas refere-se à explosão de sua própria energia interior. Quando você vê uma oportunidade, deve acioná-la para atacar imediatamente, sem hesitação, para decidir a luta.

…..Não considero um golpe válido caso falte algum desses três ki no ataque.
O nível e perícia de qualquer kendoka pode ser julgado pela presença ou ausência desses elementos, na observação de um único golpe dado por ele.

…..Quando for lutar, você se levanta do sonkyo fazendo uma guarda forte e ofensiva. Mas se em seguida realiza um ataque ineficaz, o examinador irá ficar decepcionado e vai se perguntar “por que ele resolveu atacar neste momento?” Do mesmo modo, se o kenshi estiver beneficiado por uma abertura clara, o avaliador pensará “por que ele não toma a iniciativa? Era uma oportunidade perfeita! Que tipo de treinamento inútil ele está tendo?” Se há falta destes elementos de base, então há pouca chance de ver seus esforços coroados pelo sucesso. É de importância absoluta ser capaz de reconhecer e aproveitar uma oportunidade quando ela está a sua frente. É o encontro dos dois ki: um chamado “fundamentos” e de “oportunidade”. Se você fizer um ataque que não cumpre o seu objetivo, mas é correto em distância ou construção, timing, com sinceridade e a oportunidade presentes, o examinador irá pensar: “Talvez ele errou na tentativa, mas sabe o que é preciso fazer.”  Assim, o examinador ficará com a expectativa positiva, aguardando a oportunidade de ver um novo ataque.

…..Como um membro de bancas de exame de graduação, tenho a tendência de considerar mais o golpe dado no final, ao invés do primeiro. Nos exames de graduação, o tempo é rigorosamente cronometrado, mas não foi sempre assim. Antigamente, a banca anunciava o final da luta quando sentia ter visto o suficiente. Esse modo de proceder beneficiava os candidatos. De fato, quando a banca sentia que o canditato estava prestes a atacar, ela tendia a esperar para ver o que iria acontecer. Se fosse um golpe válido, a luta chegaria ao fim e os candidatos criariam um clima de satisfação que se prolongaria até a avaliação seguinte. Isto serviu para criar uma espécie de ligação ente examinadores e avaliados.

.

A humildade é o início da mudança para um golpe flúido.

…..Eu acredito que é fácil identificar as deficiências de seu próprio kihon quando você está na posição de professor. Você pratica kihon realmente da mesma maneira que ensina as crianças? Você sabe o que fazer e o que não fazer? Conhecer o kihon é saber o que esses elementos são, na teoria e na prática. Você é disciplinado o suficiente para evitar fazer o que você não domina? Em outras palavras, o entendimento do kihon fornece um modelo para a imitação. Aspectos como maai e timing podem variar de uma pessoa para outra, mas o terreno comum é tudo kihon.

…..A primeira oportunidade de golpear é okori, isto é, o exato momento que o adversário manifestar a intenção de atacar. Se não formos capazes de aproveitar o momento do okori, então o objetivo de engajamento (seme-ai) é perdido. Devemos aproveitar o okori de seu adversário da mesma forma que a lua ilumina a sala no instante em que se abrem as janelas. Como exercer pressão sobre o adversário para atacá-lo, para que possamos entender o seu okori? Esta técnica, de fato bastante simples, só pode se desenvolver através de um treino sério.

…..Na minha juventude, eu sentia que tinha perdido a chance de atacar se eu visse o movimento de avanço do meu adversário. Aos poucos, percebi que, se esse era realmente o caso contra os adversários mais novos (até 5 º dan), isto não se aplica a alguém de um nível muito avançado no qual não se percebe mover sequer a cabeça. Devemos interpretar o okori como uma reação à insistência da pressão mental exercida sobre o adversário. Se percebermos o “N”, seria tarde demais. Temos de perceber o estágio “ME” (aqui Okushima Sensei brinca com a sonoridade da palavra MEN, ilustrando que é imprescindível atacar antes do golpe adversário ser aplicado e anunciado pelo kiai). Atacar o men ou kote do adversário enquanto este ainda está no “ME” é atacar seu okori.

…..Mas a melhor oportunidade para visualizar o okori é quando você captura o momento em que o adversário pensou e se decidiu pelo ataque mas ainda não traduziu a idéia em movimento físico. Este é o nível final. Claro, é mais fácil dizer do que fazer, mas é o que devemos ambicionar no treinamento. Se nos treinos fixarmos este okori “mental” como objetivo, a velocidade e força  do golpe naturalmente irão aumentar. É isso que nos dá satisfação no Kendo.

…..Se você errar o men e não emitir kiai no seu ataque, significa que, desde o início, você não estava preparado para golpear. Costumo dizer aos estudantes: “Seja sempre sincero em seu ataque”. Se você é sincero em seu ataque, os shikai (os quatro pontos fracos da mente: surpresa, medo, dúvida e hesitação) desaparecerão. É dessa forma que o Kendo pode ser aplicado na vida cotidiana. Se você atacar mas em seguida abaixa ou desvia a cabeça para se esquivar, está revelando falta de confiança em sua ação ou em sua técnica. Golpear com um movimento flúido (hito-byoshi), com convicção e maestria é o necessário para ser aprovado em um exame de graduação.

…..O terceiro ki (気 – mental) pode ser trabalhado através de kirikaeshi e kakarigeiko. Atualmente, muitas pessoas praticam o kakarigeiko e uchikomi da mesma maneira, como se fossem a mesma coisa. No entanto, são diferentes. No uchikomi, o motodachi atua de forma independente mas no kakarigeiko, ele está na sua frente reagindo. É importante entender essa diferença no treino. Para o kakarigeiko, é muito mais rentável atacar alguém de graduação e nível técnico superior a você. Somente ele poderá identificar seus pontos fracos e fortes, se movimentando de forma a ajudá-lo a evoluir e corrigir erros. Caso contrário, não podemos falar que se trata do verdadeiro kakarigeiko. Este tipo de harmonia e interação é fundamental no contexto de seu progresso pessoal, e é a razão da importância da relação professor-aluno e não deve ser considerada como mero “presente”. O kakarigeiko favorece o fortalecimento mental, desenvolvimento da capacidade cardiorrespiratória e contribui para a vitalidade do espírito. Do mesmo modo que se sova a massa de pão ou ara um campo, o kakarigeiko define a substância de seu Kendo. Quando uma criança é repreendida por seus pais, ela começa a chorar e buscará neles algum afeto. É com este sentido que se deve desempenhar o verdadeiro kakarigeiko. É enfatizando este tipo de treinamento que seu potencial pode ser bastante desenvolvido.

…..Decidir fazer um exame apenas porque passou o tempo de carência dentro da graduação é um equívoco. Somente aqueles que de fato possuem vivência e trajetória suficientes deveriam ter o direito de serem aprovados no exame. Para estar realmente preparado para passar no exame, não há nada como o treino árduo e sincero. Isto é uma escolha que todo kendoka deve considerar cuidadosamente.

Shiai do exame para 8º dan de Masahiro Miyazaki, um dos maiores kenshi da atualidade.

.

O banner de entrada do post é uma fotografia de Zen Tachibana Sensei. Conheça seu Flickr aqui.

_____________

…..O que achou da matéria? Sua opinião é importante para o crescimento deste trabalho. Caso tenha dúvidas ou queira conversar sobre o assunto, envie um e-mail para blog.espiritomarcial@gmail.com ou deixe seu comentário!

4 comentários sobre “Palavras do 8º dan Hanshi

  1. Que texto fantástico! Há muito o que se refletir a respeito dele! Eu mesmo reconheci várias falhas e vícios… Caminhando e crescendo, é assim mesmo!

    Valeu, ****!

  2. De nada, Renato!

    E olha que tenho mais 4 textos desta série, todos em francês, aguardando tradução! Só não é muito fácil traduzí-los…

    Obrigado pela visita e comentário!

  3. Traduzir do inglês é mais fácil, creio eu…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s